• Cobramor

O medo dos Homens


o medo dos Homens

desfaz-se

em objectos

materiais e mortais

aos quais se dão

em plena devoção


abrigam-se contra

o perigo íntimo

onde se esgotam

consumindo lentamente

ou explodindo


é global

esta obsessão

individual que se alimenta

de quem não

aguenta mais

do que uma sobrevivência

ténue

confecionada com pão

bolorento e água salobra


assistindo imobilizados

a uma mortífera

e incansável contenda

entre soldados e operários

ambos inconscientes

misturando-se e

ostentando-se e

mutilando-se

triunfalmente

na marcha até

à inevitável tirania

consagrada como espectacular

soberania